COMPOSIÇÃO DE QUADROS

                Para os apaixonados por obras de arte e fotografias, muitas vezes é difícil escolher apenas um quadro para compor o visual dos ambiente, dessa forma, uma composição de quadros pode ser uma solução bonita e reflete a personalidade dos moradores. Assim, existem diferentes formas de montá-los, mas é preciso tomar alguns cuidados para que um conjunto de quadros não seja uma bagunça e se torne de fato uma composição, seja através de cores, de tamanhos, da temática, etc.

            É recomendado que os quadros maiores estejam em paredes grandes, para que, mesmo de longe, seja possível vê-los. No caso de quadros menores, é melhor que não estejam muito próximos uns dos outros, para que não haja sensação de poluição visual. Como ponto de partida, para ter uma idéia de como vai ficar, comece montando a composição no chão e, depois, recorte cartolinas do tamanho dos quadros e cole na parede. Em qualquer ambiente, é interessante que o eixo da composição esteja na altura dos olhos, entre 1,60m e 1,70m, para permitir uma boa visualização do conjunto como um todo e, comumente, estes ficam alinhados pelo eixo ou pelo topo. Uma parede de cor neutra, como branco, cinza ou tons pastéis, dá mais liberdade na hora de escolher a cor das obras, pois estas podem ser de qualquer cor sem conflitar com o tom da parede.

             A realidade é que existem inúmeras formas de montar essa composição, seja de quadros monocromáticos, ótimo para quem prefere a estética minimalista; combinada com a decoração, usando a mesma paleta de cores e se misturando ao ambiente; botânica, com tema natural dentro de casa e está em alta; na estante, com quadros apoiados para quem não quer fazer tantos furos nas paredes;  com sobreposições, batendo alguns pregos na parede e amarrando barbantes em diversas alturas, cria diferentes profundidades; de jeitos diferentes na mesma parede; com vários elementos, combinando pinturas, fotografias, neons, skates e bicicletas, etc; gallery wall, com paredes completamente tomadas por obras; com bordas grudadas, dando uma sensação de fluidez e seqüência; quadro imaginário, deixando todos os quadros dispostos de forma com que pareçam formar um quadro só; enfim, as possibilidades são enormes, basta usar a criatividade.